sexta-feira, 16 de junho de 2017

VOCÊ NÃO É UMA ILHA


Valorize sua liberdade de falar;
O seu direito de ir e vir, tão importante!
Contudo, saiba que há limites a respeitar;
Existem mais pessoas com você nesse quadrante!

Nenhum homem pode se considerar
Absoluto para fazer o que bem quer, sem antes
Observar o bom mister:

É o seguinte: saber viver e se solidarizar.

Um provérbio eis que me passa pela mente:
Mais se prefere dois ouvidos surdos
 A uma boca suja e indecente.”

Indivíduos há por todo o universo!
Logo, há necessidade de se ter limites nos
Hábitos que formamos, tão diversos! Aprendamos
A boa maneira de estarmos quites!

                                                                20/ 01/ 2.000

quinta-feira, 22 de dezembro de 2016

TURBILHÃO

                                                                         

( Deuteronômio 15: 7 ao 11; Salmo 10: 12 ao 18;Provérbios 18: 23;
   Provérbios 31: 8 e 9;Isaías 3: 14 e 15;Amós 4: 1; Amós 5: 10 e 11;
                              Daniel 4: 27; Lucas 14: 13 e 14.)


O meu coração
é um turbilhão,
tamanha a ansiedade,
a necessidade
de lutar pelo pão.
                    A dura verdade
                    do desemprego cruel,
                    do vencido aluguel;
                    do maldito vício
                    de correr a beber
                    a cachaça barata
                    quando o medo aperta,
                    quando a fome reclama,
                    com a boca aberta...
Eu tremo na esquina
da grande avenida
numa triste sina
de sofrer na vida;
de driblar a morte,
sem nenhum suporte...
Essa “dama” forte
já me trouxe corte...
Não morri por sorte!
Sorte tão mesquinha!
Pobre vida minha...
                     Sem ter qualquer ego,
                     procuro por emprego,
                     que me é sempre negado.
                     Nesse horror diário,
                     não posso preencher
                     nenhum formulário...
O Natal  é  chegado...
pra mim nem valeu!
No comércio enfeitado,
defendendo uns trocados,
vejo um papai noel.
Eu tão magricela,
com a fome ao meu lado,
jamais terei chance
de ser fantasiado...

                     No chão, um cigarro
                     por alguém jogado,
                     vem logo à boca
                     deste tão renegado.
                     A bituca termina
                     em minhas unhas tão feias...
                     esta vã nicotina
                     já corrói minhas veias).
E assim vou vivendo,
com o bolso furado,
sem nenhuma esperança,
sem sequer um trocado;
e sem nenhuma crença;
sem qualquer direção.
Coração pela mão,
E a cara no chão...
                       O que é esperança?
                       Que significa alegria?
                       O que quer dizer mesmo:
                       “Direito à cidadania”,
                        se na hora do voto
                        sou um cidadão,
                        mas na vida, de fato,
                        eu sou confundido
                        e assim me dão trato
                                           de vadio e ladrão?
                           
                    
                                               

segunda-feira, 14 de novembro de 2016

PRESENTE DE GREGO

               



Recebi, por algum meio,
Uma caixa atraente.
Mas não sei de onde veio,
Pois não tinha remetente...

Usando de fé e coragem
E da cautela que é minha,
Analisei a bagagem,
Que pouco peso continha.

Seria blusinha azul,
Ou saínha de crochê?
Ou um belo par de algemas,
Que prendem tanto você?

Abri. Fiquei deslumbrada!
Mas o que vi foi pro lixo...
Uma maçã tão rosada;
Porém, repleta de bicho...

Um dia, por um pirralho,
De repolho fui taxada.
Mil vezes ser um r e p o l h o
Do que maçã, mas bichada...

                                          Heloísa     Jan. 2.005.

quarta-feira, 24 de agosto de 2016

AO CRISTÃO PERSEGUIDO ( meu irmão)

                   
“ No mundo tereis aflições, mas tende bom ânimo!
EU venci o mundo !”  João 16: 33.

Cada vez mais forte o sol neste deserto,
Cada vez mais bravo o mar na minha frente...
Mas tudo vai passar!
Cada vez pior me afronta o inimigo,
Cheio de ameaças; setas incontáveis...
Mas tudo vai passar!
Cada vez mais perto o mal se aproxima,
E anuncia a dor da minha derrota...
Mas tudo vai passar!
Sangue que escorre de inocentes,
Pela violência desenfreada...
Mas tudo vai passar!

Meu horizonte se aproxima,
Sinto uma Força a me impulsionar;
Prossigo a caminhar!
Meu foco é o Alto, minha Morada!
E A Luz Celeste já posso avistar!
JESUS ME LEVA AO LAR!!!
(24.08.2016)

sábado, 13 de agosto de 2016

O COPO FATÍDICO

                  



Para  quem  são  os  “ais”? para quem os  pesares?
                            para  quem  as  pelejas? E  para quem  as  queixas?
para quem  as  feridas  sem causa?  E   para quem
os  olhos  vermelhos?  - Para os  que  se  demoram 
perto do   vinho,  para  os  que  andam    buscando
bebida misturada. Não olhes  para o vinho  quando
se mostra vermelho, quando resplandece no  copo
 e se  escoa   suavemente.  No  seu  fim  morderá
   como  a  cobra,  e  como  o  basilisco    picará.
     Os teus  olhos  olharão  para  as  mulheres
        estranhas, e o teu coração perversidade
          falará.  E então tu serás  como  o  que
            dorme  no  meio  do  mar,  e  como
              o que adormece  no topo  de um
                mastro. E logo assim tu  dirás:
                  “  Muito  me  espancaram,
                            mas  eu    nem
                                  percebi
                                     dor; 
                                maçaram
                                  - me, e 
                                     não
                                    senti.
                                 Quando é
                        que virei a despertar?
             Ainda tornarei a buscá-la  outra vez.
        PROVÉRBIOS DE SALOMÃO: 23: 29 a 35.


Fonte: Livro “Na Encruzilhada da Vida”, página 80.
                        Autor: Rodolfo Belz.

                                  

segunda-feira, 1 de agosto de 2016

VIDAS

                  
".....o mundo não O conheceu ..."
...... mas a todos quantos o receberam, deu-lhes Deus o poder
de serem    feitos Filhos de Deus, a saber: aos que crerem em
Seu Nome."        João 1: 10 e 12.


Deus criou o homem, e nele soprou
sua própria Vida, e o homem viveu.
Mas, desobediente o homem pecou,
e mais outra vida Deus lhe ofereceu:
a Vida que era o Verbo e a Luz,
que veio ao mundo para resgatar
aos homens, mas eles rejeitam Jesus...
não querem jamais se salvar...

Vidas presunçosas...!!!

Meu coração chora ao ver meu irmão
gastando sua vida de forma qualquer,
sem buscar em Deus a total direção;
sem se preocupar com o mal que lhe vier.
É vida que passa, sem nunca enxergar
a tão grande Graça que Deus quer lhe dar...
Vai indo, vagando na escuridão;
morrendo sem ter salvação...

Vida perigosa...!!!

Ainda é tempo de se procurar
da Fonte da Vida a Água beber!
Não importa em que grau de pecado estiver;
é Água gratuita ao que sede tiver,
pois Deus dá a Vida pra quem aceitar
a Doce Verdade do Verbo Amar!
Então, por que viver na escuridão,
e morrer sem ter salvação?

Vida ociosa, vida que perece sem ter luz!
Tu és vida preciosa, muito preciosa pra Jesus!!! 

sábado, 23 de julho de 2016

Tua Terra



para um amigo poeta.

Responder










Bendize a terra, cujos espinhos te feriram,
pois te fizeram ver  que a vida se sobrepõe à dor.
Bendize os que ao passar não te notaram,
pois assim te forçaram a prosseguir,
quando te trataram com tanto desamor...

Bendize os que te humilharam,
te machucaram, te esqueceram
nas esquinas cinzentas e frias,
pois tais atitudes tão hostis e falhas
levaram-te a saber que vencerias!

Um hino de sinfonia bela
tocou tuas células pensantes,
fazendo-te acertar na boa escolha
de partilhar poesia tão singela...

Marcou-te o tempo de seres curado;
reconheceres e amares outros ares;
desafiando a fraqueza, e enfim descobrindo
que todo sofrimento, apesar de sua rijeza
valeu como um perfeito aprendizado.

" Num  poço, para que o balde tenha água pura,
precisa primeiro, vazio e cadente
deslizar-se por parede úmida e escura.
E após abastecido, subir pleno,
a fim de saciar a sede dos viventes".

Que tuas lágrimas e emoções sejam de agradecimento,
pois poucos são os que conseguem sofrer
e reconhecer que a vida é bela
em todas as estações e seus momentos.

Não sejam lágrimas lodentas e com ranço, 
resquícios das gélidas águas já passadas.
Antes, sejam águas de um rio que corre manso
refrescando teu suor na caminhada.

 e revelando cada vez mais o coração honroso
de um menino poeta,  como DEUS bem quis:
do poeta que há de ser sempre corajoso;
Valente, que ri e chora, pois que é feliz!

É minha também esta história.
E digo-te porque, caro poeta:
No meu viver a ter mais lutas do que glórias,
já passei pelos descasos da sarjeta.


Mas foi assim que aprendi; e emocionada
bendigo minhas lágrimas e dores
Pois foi através delas que na caminhada
eu pude vencer meus grandes dissabores.

E ver DEUS, que então, tudo podendo,
deu-me O SEU FILHO, a morrer na Cruz!
Senti com isso que às vezes, só sofrendo
é que consigo enxergar JESUS

que pelos humanos, sofreu dor e zombaria;
homens pelos quais se ofereceu por puro Amor.
Mas sempre insiste em retornar um dia
para deles extirpar o choro e a dor!

Retorna, então, à tua terra velha!
E faze isso com Perdão e Fé!
Chame-se ela Gália, ou Cabrália,
ou outras tantas mais. Ou Avaré!